Entrevista com Gustavo Lopes (autor do livro O Inominável)

por - outubro 30, 2017


Oi oi gente!!
Eu deixei essa entrevista para soltar quando estivesse perto do Halloween, pois o autor foi um fofo cedendo o seu livro para resenha (que em breve vou postar). O seu livro tem trechos maravilhosos de suspense, e como eu me identifiquei um pouco com alguns dos personagens, acabei deixando essa entrevista por ultimo. Espero que gostem!


Titulo: O Inominável
Autor: Gustavo Lopes
Ano: 2017
Editora: Independente
Onde encontrar:  Site  |  Wattpad  |  Luvbook
Um grupo de amigos, estudantes do ensino médio, encontram um livro, jamais visto até então na biblioteca de sua escola, e resolvem provar a veracidade de seu conteúdo, instruções para um ritual aparentemente inofensivo e extremamente tentador. Motivados por um histórico de bullying e a promessa de um fim definitivo para os seus problemas, Andreia, Augusto "Bolinha", Davi e Thalita partem em uma jornada sem retorno, rumo à escuridão inominável que habita em seus corações.



➳    O que te inspirou a escrever o seu livro " O Inominável "? 

O Inominável foi inspirado em diversas situações reais, que vivi ou presenciei quando estava na escola, como nem sempre certas brincadeiras ou apelidos são levados em consideração e acabam gerando consequências desastrosas. Eu queria extrapolar essas consequências, levando a história para um lado sobrenatural e comecei a escrever com estes elementos em mente, incluindo alguns cenários, como a escola, que foi inspirada em uma soma de duas escolas que estudei, incluindo até mesmo as atividades desenvolvidas pela Thalita.

➳    Tem algo seu em algum dos personagens?

Apesar de tentar manter certa distância entre a minha personalidade e a dos meus personagens, todos os personagens acabam carregando alguma coisa de quem escreve, e no meu caso não é diferente, ainda mais por ter vivido ou presenciado algumas situações que foram usadas como base para eventos que ocorrem no relato da Thalita.

➳    Qual personagem foi o mais difícil na hora de construir e descrever?

A personagem mais difícil de descrever n’O Inominável foi a Andreia. Ela é uma garota que muda muito rápido, tem uma personalidade muito forte e muito teimosa. Como nem mesmo a Thalita, que narra a história, sabia direito o que se passava na cabeça dela, muita coisa sobre a personagem não foi revelada. 

➳    E o que te fez seguir com a carreira de escritor?

Eu sempre gostei de inventar histórias. Encontrei na escrita o meio definitivo para dar vida às minhas ideias, porém acho que tenho um caminho árduo e longo pela frente até me considerar um escritor. Por hora, eu sou apenas mais um autor que tenta escrever.

➳    Qual foi o maior desafio que você encontrou na carreira de escritor, até o momento?

O maior desafio é alcançar os leitores. Com tantos milhares de autores por aí, é um processo lento, que exige insistência, divulgação, estar disposto a receber críticas e ser ignorado. É algo novo para mim e eu estou aprendendo com os erros e acertos ao longo do caminho.

➳    Quais são os seus próximos projetos?  

No momento estou dedicado a escrever contos, sendo alguns deles para os portais Noite do Bardo (Link) e Maldohorror (Link), e outros para antologias, como as anunciadas Mundo Invertido (Editora Wish) e Insanidade (Editora Skull). Tenho muitos projetos inacabados, desde romances que estão em revisão até ideias que ainda estão no argumento, e pretendo finalizá-los um a um, no tempo certo.

➳    O que você gosta de ler? Indicaria qual livro para seus leitores?

Tenho mais afinidade com livros de terror, horror e suspense, apesar de não recusar uma boa história, não importando o gênero. Para os leitores d’O Inominável, eu indicaria Estrela do Amanhã do André Vianco, por conta da semelhança de tema, e Nas Montanhas da Loucura do H.P. Lovecraft, para quem gostou do estilo narrativo.

➳    Quando escreve, no que se inspira para compor os personagens?

Geralmente eu me inspiro em pessoas que conheci. Faço um apanhado coerente de qualidades, defeitos e trejeitos de várias pessoas e/ou elementos fictícios para formar um personagem realista.

➳    Qual é a sua parte favorita no processo de escrita de um livro?

Minha parte favorita do processo é quando escrevo uma cena tão intensa, tão forte dentro da história, que ela se torna uma memória vívida. Algumas dessas memórias já me tiraram o sono, mas sem dúvida é algo extraordinário.

➳    Quem você admira no mundo literário?

Stephen King, J.K. Rowling e André Vianco são os autores que mais admiro.

➳    Como você administra a sua rotina de escritor com o Trabalho?

Eu defino uma quantidade de horas ou páginas por dia ou por semana, e faço o possível para cumprir minha meta. Escrever é algo que faz parte da minha vida e tenho trabalhado cada vez mais para que este hábito seja mais natural e mais consistente.

➳    Muito obrigada pela entrevista, e lhe desejo todo o sucesso do mundo. Quer deixar um recado para quem ainda não conhece seu livro e para os leitores?

Eu é que agradeço pelo apoio e pela oportunidade! Para quem não leu O Inominável e não conheceu o relato de Thalita, o livro está disponível gratuitamente nas plataformas Wattpad e Luvbook. É uma leitura rápida, com uma narrativa diferente e uma temática atual. Entretanto, se prepare para uma verdade distorcida e horrenda, que talvez não tenha um final feliz, mas que deve ser contada.

Bate e Volta:

➸  Um sonho? - Viver de literatura.
➸  Um livro? - Nas Montanhas da Loucura, H.P. Lovecraft
➸  Um filme? - Sangue Negro
➸  Um seriado? - Twin Peaks
➸  Um autor (a)? - Stephen King
➸  Uma frase? - “Pois que adiantará ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a própria alma?” Mateus 16:26

Caso queira encontrar o Gustavo ou queira conhecer as suas obras já publicadas, eu vou deixar o link do site dele (Aqui). Comentem e me digam se gostaram ou não de conhecer mais um autor nacional.

Beijoss, e até a próxima.

PODE SER QUE VOCÊ TAMBÉM GOSTE:

5 Comments

  1. Oi, Alice!
    Eu adoro a capa desse livro. Acho ela simples, mas super chamativa.
    Ainda não tive oportunidade de ler a história, mas depois dessa entrevista vou dar uma conferida no wattpad.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi, Alice!
    Eu não conhecia o livro nem o autor, mas como estou dando mais chances para os autores brasileiros, vou dar uma conferida no Wattpad.
    Quem sabe eu não me apaixono pelo livro, né? hahaha
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  3. Oi Alice, tudo bem? Tenho visto muita divulgação desse livro, acho a capa instigante! Gostei da entrevista e o autor tem um excelente gosto. Parabéns!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Olá, Lissa!
    Adorei conhecer o autor, eu ainda não tinha ouvido falar dele e de sua obra, que parece ter uma temática muito interessante. Também gostei da capa e, se ele gosta de Stephen King, já entrou pra minha lista dos autores que preciso conhecer.

    Xoxo,
    Haise.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Haise!
      Que bom que gostou. Essa capa é realmente um arraso... espero que ame a leitura!

      Excluir