Aleatoriedades sobre Codinome Pandora, da T.J . Diniz

por - fevereiro 09, 2018


Oi oi gente!!
O post de hoje é sobre as curiosidades que envolve o livro Codinome Pandora e a também a autora Thialy (vulgo T.J. Diniz). Esse livro já foi resenhado aqui no blog, caso você ainda não tenha lido...
O mundo é feito de escolhas, algumas com mais consequências que outras. Alice Carter sempre entendeu isso. Entendia também que o mundo era um local perigoso para se viver. Uma jovem britânica de 18 anos que cresceu em um mundo problemático, assolado por um passado repleto de traumas. Sem o pai, que a abandonou junto ao irmão, e sem a mãe, que faleceu enquanto ainda era criança, Alice encontrou, na NSI (National Security Investigation), uma agência do governo britânico, uma forma de abandonar os fantasmas do passado. Usando o codinome Pandora e se arriscando, ela tentará dosar sua vida entre o mundo de espionagem e o mundo onde é apenas uma adolescente prestes a terminar o ensino médio. Vivendo uma vida dupla, ela terá que lidar com o próprio gênio difícil para não afastar aqueles que ama; quando um garoto irresistível aparece, aflorando seus sentimentos, Alice percebe que será mais difícil protegê-lo de sua vida conturbada com uma ameaça eminente de uma vez por todas, mesmo que isso custe seus dois mundos.
Bom, essa nova coluna está em fase de teste aqui no blog. Como o Book Review e o Book Haul, acho que vou usar mais "Aleatoriedades" para falar de fatos sobre livros e tudo mais... espero que gostem!


  • Esse não foi o primeiro nome da história de Alice Carter. Antes, a história se chamava “Agente 99”, mas a mãe da escritora a convenceu de que esse nome era péssimo.
  • “Alice Carter” era “Alice Miranda Harper”, mas a escritora achou o nome enorme e mudou para Alice Carter.
  • A história se passava nos Estados Unidos, bem no início, mas a escritora se apaixonou por Londres e mudou a história para lá. Por isso a mudança de Harper para Carter — Carter é um dos nomes mais comuns entre os britânicos)
  • O nome escolhido para quase todos os personagens foram inspirados em nomes bastante comuns, pois a escritora queria passar a ideia de que qualquer um poderia ser um espião. 
  • A escritora teve a ideia para a história quando tinha 14 anos, numa aula de redação e escreveu várias cenas avulsas até decidir escrever Codinome Pandora, quando tinha 16 anos.
  • Bem, “16” anos, pois Codinome Pandora começou a ser escrito no dia 1 de janeiro de 2014, quando a escritora tinha 15 anos, e completou 16 duas semanas depois, e foi finalizado em outubro. 
  • Norton (melhor amigo de Alice) tem um primeiro nome, e ele será revelado no segundo livro de Codinome Pandora.
  • Alice tinha, na primeira versão,  o codinome Primadona antes de Pandora.
  • O codinome Pandora foi escolhido durante uma aula de história sobre a Grécia.
  • Robert tem esse nome devido à “rápida” obsessão da escritora por Robert Pattinson.
  • Os nomes do segundo e terceiro livro já foram escolhidos.
  • O segundo livro deu um total de 778 páginas. Devido a isso, a escritora resolveu dividi-lo. 
  • O nome ficou T. J. Diniz pela complicação do primeiro nome da escritora, que nunca é pronunciado correto. 
  • O segundo livro demorou três anos para ser escrito. (E a escritora que vos escreve ainda quer melhorá-lo, pois o perfeccionismo digno do ascendente não permite deixar como está).
  • O terceiro livro se passará mais alguns anos na frente.
  • Existe uma codificação exclusiva para que informações sejam repassadas dentro da NSI e ela aparece no segundo.
  • No segundo, a história se passa nos EUA. E também terá uma ficha (detalhada) com todos os detalhes de cada agente. 
  • Algumas cenas inteiras foram escritas durante as aulas da escritora.
  • A cena da queda de Alice de Thunder foi escrita em um rascunho de redação durante uma prova. 
  • O livro foi lido mais de 37 vezes pela escritora antes de ter sido mandado definitivamente para a publicação.
  • A escritora conheceu a editora no dia que recebeu o resultado do Enem, e viu que não havia conseguido a nota para passar. Nesse dia, ela foi, e a muito contragosto, com a família a um encontro com um parente na livraria Saraiva. Ela derrubou uma pilha de livros, que, quando viu o nome da editora, resolveu mandar para a Pandorga, que não havia mandado.
  • A escritora levou 14 “nãos” antes de finalmente receber um “sim” para publicar o livro.
  • A escritora planeja lançar uma versão de “Robert” do primeiro livro, no futuro. Alguns esboços já estão feitos.
  • O final de Codinome Pandora foi escrito separadamente, ao mesmo tempo em que a escritora escrevia o 5 capítulo. 37 – Robert era um cafajeste na primeira versão de Codinome Pandora.
  • Há cenas que foram excluídas de Codinome Pandora, por causa do tamanho do livro.E essas cenas foram adaptadas para o segundo livro.
  • 7 versões foram feitas para escolha da capa do livro.
  • Existem duas formas de entrar para o treinamento da NSI, no Acampamento, antes dos 18 anos: 1 – se algum talento nato de espionagem for detectado desde cedo no indivíduo; 2 – Sendo Alice Carter. 
  • Os outros livros têm um tom mais maduro e mais sério.
  • O segundo livro foca nas relações de Alice com aqueles que ela deixou para trás.
  • A partir do segundo livro, o mundo da espionagem prevalece. 



Então, é isso!
Não sei o que dizer depois dessa quantidade enorme de curiosidades sobre o livro. Acho que agora virei fã número 1 da autora.

Espero que tenha gostado, e comentem nos comentários se gostaram ou não.

PODE SER QUE VOCÊ TAMBÉM GOSTE:

4 comentários

  1. Oii!
    Não conhecia o livro e gostei bastante da sinopse ♥
    Adorei as curiosidades. Nossa a autora começou a escrever muito nova!

    Beijão!
    https://blogperdidanasnuvens.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carolina!!
      Esse livro é ótimo, eu já indiquei ele várias vezes aqui no blog. Super recomendo.

      Beijoss!

      Excluir
  2. Quanto amor em formato de uma postagem <3
    Obrigada por tanto carinho, Alice <3 <3 <3
    Um cheiro :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thy!
      Que bom que gostou. Estou feliz por saber que Dama de Ferro está a caminho...

      Beijoss, A

      Excluir