Resenha: Aos perdidos com amor, de Brigid Kemmerer (Favorito do Mês 01)

por - fevereiro 08, 2018

Oi gente. Só queriam pedir pra você: Leia essa resenha até o fim! Você não vai se arrepender.


Aos perdidos com amor pra mim foi uma surpresa, (linda e favoritada pra vida). Eu li ele em Janeiro, estou participando de um projeto: Um ano mágico, e o mês de janeiro foi com o tema: recomeço. 
Eu li por e-book, mas vou comprar já pra reler. É um livro que toca na alma, eu li em horas. Chorei muito, muito, muito mesmo. Rs.

Autor(a): Brigid Kemmerer
Editora: Plataforma 21
Páginas: 430
Onde encontrar: Saraiva   |   Skoob
Juliet Young sempre escreveu cartas para sua mãe. Mesmo depois da morte dela, continua escrevendo – e as deixa no cemitério. É a única coisa que tem ajudado a jovem a não se perder de si mesma. Já Declan Murphy é o típico rebelde. O cara da escola de quem sempre desconfiam que fará algo errado, ou até ilegal. O que poucos sabem é que, apesar da aparência durona, ele se sente perdido. Enquanto cumpre pena prestando serviço comunitário no cemitério local, vive assombrado por fantasmas do passado. Um dia, Declan encontra uma carta anônima em um túmulo e reconhece a dor presente nela. Assim, começa a se corresponder com uma desconhecida... exceto por um detalhe: Juliet e Declan não são completos desconhecidos um do outro. Eles estudam na mesma escola, porém são tão diferentes que sempre se repeliram. E agora, sem saber, trocam os segredos mais íntimos. Mas, aos poucos, a vida real começa a interferir no universo particular das confidências. E isso pode separá-los ou uni-los para sempre. Entre cartas, e-mails e relatos, Brigid Kemmerer constrói uma trama intensa, repleta de descobertas e narrada sob o ponto de vista dos dois personagens. Uma história de amor moderna de arrebatar o coração.

 Juliet é uma moça de 17 anos que ama a mãe e admira: uma fotógrafa que viaja o mundo retratando as guerras no Oriente Médio, ela pediu para sua mãe vir alguns dias mais cedo porque estava com saudade, mas um acidente acaba com seus planos pois sua mãe acaba morrendo.... desde pequena ela gostava de comunicar com a sua mãe através de cartas, mesmo depois da sua morte ela continua escrevendo e deixando cartas no  cemitério perto do seu túmulo, tudo estava certo até o momento que alguém  responde suas cartas e ela fica com muita raiva, e acaba respondendo também e isso acaba virando um ciclo.

Declan é um rapaz que onde passa ninguém  encarar pois ele parece ser um bad-boy!  Teve alguns antecedentes criminais e por conta disso acaba tendo que fazer serviço comunitário no cemitério ao ver uma carta com tantas emoções nas palavras e sentindo a mesma coisa que escritora ele responde e nem imagina o quanto isso vai mudar sua vida...

A história retrata sobre o luto de um jeito perfeito a escritora soube prender o leitor com palavras que todos nós perguntamos de um jeito muito especial! 😭😭😭

Você se sente na pele dos personagens.
 O livro não fala só sobre isso. Tem o perdão, o amor entre pais e filhos, a culpa e uma dúvida que ninguém esperava surge no meio do livro onde pode mudar o rumo da história ou não!
 Leiam vocês vão amar !!!!


25 de Maio. Duas famílias. Os mesmos sentimentos.


 Eu não acho que você mesma entenda o significado de Sofrimento. Se entendesse não teria perturbar do meu.


 Quando tudo ao seu redor está perdido, só há um caminho a seguir: para frente.


 Se te feri, peço desculpas.


 Todo momento é significativo.


Você não vai conseguir fazer o seu próprio caminho de olhos fechados.

Acompanhe comigo esse ano mágico.  O ano extraordinário de Deus na nossas vidas. S2

PODE SER QUE VOCÊ TAMBÉM GOSTE:

2 Comments

  1. Oi, Alice!
    Eu queria muito ler esse livro, mas com o tempo fui deixando passar. Depois desses quotes maravilhosos, vou arranjar ele na tbr sim.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi luiza! Que bom que vc se interessou. Leia pq vc vai chorar e rir Muito!!! Bom fds

      Excluir