Resenha: Tudo e todas as coisas, da Nicola Yoon

por - fevereiro 19, 2018

Oi gente, hoje me deu uma vontade de falar de um dos meus tops 3 favoritos da vida!. Tudo é todas as coisas com toda certeza é muito especial pra mim. Ano passado eu o li, mas não tinha resenhado, até que essa semana assisti o filme: gente, eu amo essa história.



Autor(a): Nicola Yoon
Editora: Novo conceito
Páginas: 304
Onde encontrar: Saraiva
Sinospe:  Primeiro lugar na lista de mais vendidos do The New York Times. “Uma história emocionante que sai da mesmice e explora as esperanças, os sonhos e os riscos inerentes ao amor em todas as suas formas.” – Kirkus Reviews Tudo envolve riscos. Não fazer nada também é arriscado. A decisão é sua. “A doença que eu tenho é rara e famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Não saio de casa. Não saí uma vez sequer em 17 anos. As únicas pessoas que eu vejo são minha mãe e minha enfermeira, Carla. Então, um dia, um caminhão de mudança para na frente ¬da ¬casa ao lado. Eu olho pela janela e o vejo. Ele é alto, magro e está todo de preto: blusa, calça jeans, tênis e um gorro que cobre o cabelo. Ele percebe que eu estou olhando e me encara. Seu nome é Olly. Talvez não seja possível prever tudo, mas algumas coisas, sim. Por exemplo, vou me apaixonar por Olly. Isso é certo. E é quase certo que isso vai provocar uma catástrofe.”





Desde o início essa história me prendeu, Maddy, é solitária.  Desde que sua mãe descobriu sua "doença" ela não pode sair de casa, mas não porque sua mãe não deixa, mas porque ela não pode.

É estranho, é muito estranho. Mas imagino casa leitor lendo esse livro, não tem como não tentar imaginar sendo a Ela, é horrível viver desse jeito. Até que o Olly se torna seu vizinho. E trás cores pra sua vida.

No livro, não se trata só de um romance bobo, é bem construído e graças a Carla, ele flui. Desde o começo eu achava essa doença dela meio RS estranha. Mas aí ela vai viajar com o Olly... ahh é tão bom ler ela sendo feliz! Lá ela fica muito doente, penso até que ela ia morrer! Calma calma ela vive! Olly vai embora, ele é lindo, mas tem problemas com seu pai. Além de lindo por dentro ele é super protetor, e defende sua irmã e mãe com toda sua vida.

No livro, o final é bem rsrs eu não gostei. Mas ainda assim: como estou grata por ter lido esse livro gente!!!!! Eu amei. Adorei. Infartei. Emocionei. Gritei sozinha. Eeeeeeee.

Tava precisando de uma leitura rápida gostosa e cheia de drama igual está. Gente que livro bom, que história linda e tragica ao mesmo tempo??? Mad é tão frágil, tão inocente nesse mundo tão cheio de maldade, o Olly um perfeito cavalheiro.


A vida é um dom, não esqueça de vive-la.

Sobre o filme: me disseram que

PODE SER QUE VOCÊ TAMBÉM GOSTE:

1 comentários

  1. Oii Alice, tudo bem? Eu amei esse livro quando li, e confesso que o final me pegou de surpresa.
    - Beijos,Carol!
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir