Quotes de Romance em San Marino l [BEDA 12]

por - abril 12, 2018

Oi oi gente!!!

Eu amo tanto essa duologia, que o único post que faltava era sobre os quotes do primeiro livro.
Antes de falar os quotes de Romance em San Marino I, vou deixar para vocês as informações do livro. E também o link da entrevista que eu fiz com a Lídia (Aqui).

Autora: Lídia Rayanne
Páginas: 600
Ano: 2017
Editora: Skull
Onde encontrar: Amazon  |  Skoob
Resenha: Aqui
Ela havia nascido para ensinar. Ele, para governar. Só precisavam que o destino os unisse…Em meio às guerras napoleônicas, a pequena república de San Marino ainda permanece livre com as graças do Imperador Bonaparte. Mas a paz que reina no Monte Titano não se aplica a Ângela Olivério. Pressionada por seus pais para aceitar um casamento arranjado, a jovem se pergunta quem em pleno século XIX aceitaria se casar com uma professora cheia de sonhos idealistas. As inquietações também não abandonam Marco Casali. Comprometido com a bela Alessa Vicini e filho de um dos governantes mais importantes de sua geração, o galante rapaz se sentia preparado para substituir o lugar do pai no Conselho de San Marino. Isso até o dia em que foi envergonhado diante de seus mais importantes líderes. Como ele poderia se tornar o capitão-regente de um país cuja história e povo mal conhece?Depois de um inesperado encontro, Marco descobre em Ângela a mentora improvável de que precisa. Sob a promessa de que ele lhe conseguirá uma audiência com os próprios capitães-regentes, Ângela aceita a missão de instrui-lo nos preceitos da República sem saber que, terrível e irreversivelmente, seu coração seria arrebatado logo por ele — um rapaz destinado à outra garota.Mas o que ambos não imaginam é que, à medida que lutam contra o sentimento crescente entre eles, a chegada de dois estrangeiros ameaça a liberdade de San Marino.


“Nossa República se denomina a Terra da Liberdade. E uma forma de liberdade é termos a independência de dizer o que pensamos.”


“Vocês devem aprender a pensar por si mesmos. Mas antes de opinar sobre qualquer coisa, vocês devem conhecer mais sobre ela para não acabarem falando tolices ou algo inapropriado.”


“Como vamos defender aquilo em que acreditamos se não conhecemos as nossas próprias leis? Como vamos preservar séculos de tradição se não compreendemos a importância dela para nossa cultura?”


“não é porque nossa sociedade vive sob certos conceitos que significa que eles sejam os únicos válidos. Nós até podemos nascer em circunstâncias desvantajosas, mas nada nos impede de construir um futuro confortável para nós e nossa família. E se existe uma maneira de conseguir isso é alcançando o conhecimento.”


“Existem coisas na vida que as pessoas, por mais que elas lutem ou desejam que não aconteçam, não podem evitar.”


“Eu pensei que, de todas as pessoas, você soubesse que às vezes para ganharmos é necessário ceder.”


“Se havia alguma coisa que abalava suas estruturas era ver um de seus filhos chorando, e saber que ele havia sido o responsável por aquelas lágrimas lhe fazia se sentir pior.”


“Para o seu governo (...) San Marino é muito mais do que um ‘ponto no mapa’! Nosso território é pequeno, mas é tudo para nós! Por acaso você esqueceu o significado de sermos chamados de ‘Terra da Liberdade’?”


“A hora do alimento é sagrada, e não momento para ingratidão e murmurações. Nós temos o que temos, filho, e devemos ser gratos por isso. Só por que está cansado de comer alguma coisa, isso não lhe dá o direito de reclamar assim.” 


“E era por isso que Ângela não parava de analisar aquela tarde, procurando decifrar o significado de cada movimento dele. De cada tom de voz, de cada levantar e franzir de sobrancelhas, de cada sorriso, para desvendar a verdade ou mentira daquelas palavras. Porque lhe era completamente absurdo que um homem dissesse que uma mulher falar em público, como ela falou, era incrível.”


“Então eu faço você se sentir segura?”Laura estendeu as mãos para acariciar as dele em cima da mesa.“Se não me sentisse, não teria respondido ‘sim’, não acha? Mas se por um segundo tivesse percebido que você era um homem autoritário, ao invés de um líder que usa de sua autoridade quando necessário — que é uma coisa completamente diferente — você estaria encrencado, signore Olivério. Muito encrencado.”


“O destino desta nação está em suas mãos.”


“Só não quero me envolver com alguém que se importe apenas com a minha aparência física ou com o que meus atributos femininos têm a oferecer.”


“Cada um nasce em determinada condição, bambina. Alguns com mais, outro com menos, e às vezes o destino dá reviravoltas e quem possui bens, perde, e quem não possui nada, ganha. A vida é assim. A questão é o que você vai fazer com o que te acontece.”


“A humildade é uma virtude essencial a um líder, signore Casali. (...) Você vai precisar arrancar toda essa soberba se quiser ser digno do título capitão-regente”


“Poder e riquezas nem sempre significavam coisas boas, ainda mais quando eram dadas em troca de algo tão puro e inalienável quanto a própria liberdade.”


“Para o seu governo, Maximus, a minha preferência vai além da aparência física.”


“Ele pensa que só porque ele é bonito e eu sou uma garota que tenho a obrigação de gravitar na órbita dele também? Que estúpido. Que grande e obtuso estúpido.”
“E, se pudesse, queria montar uma grande biblioteca. Pública. (...) Com todos os tipos de livros que você possa imaginar. Um lugar em que qualquer pessoa, rico ou pobre, pudesse ter acesso a ela. Um lugar onde todo samarinês pudesse descobrir sobre as coisas maravilhosas que existem nesse mundo.”


“Você não entende, não é? (...) Uma hora tudo isso vai acabar. Em algum momento vou ter que abrir mão de tudo o que quero, de tudo o que sonho, porque tenho um papel a cumprir nessa comunidade.”


“Confesso que estou decepcionado com você, Ângela. Você acabou de me provar que é a pior professora do mundo.”“Por quê?”“Por que como você pode ficar me falando que vivemos na Terra da Liberdade quando você mesma não luta pelo direito de decidir o próprio futuro? Como não se esforça para praticar as coisas que ensina?”


“Não é desperdício quando se trata de ajudar um amigo.”


“Estou apenas querendo dizer que existem muitas outras coisas a se considerar na escolha de um companheiro. Você não vai querer se meter com alguém que não lhe trará nenhum futuro. Ou que desperdiça a oportunidade de dar o melhor para sua família.”


“Como eu… como eu posso me tornar um capitão-regente quando ao meu lado está uma mulher que não compartilha o mesmo sonho de cuidar de um povo tão desprovido e necessitado de misericórdia?”


“Ângela! Você está estragando a sua maquiagem!” Nelita choramingou ofendida, mas se retesou no instante em que a viu indo até a penteadeira. “Nem pense em amarrar esse cabelo. Não. Ouse.” Nelita desafiou com um dedo. Ângela deu de ombros e prendeu o cabelo com sua fita vermelha assim mesmo. “Argh! Por que você sempre tem que fazer isso?”“Porque não estou me sentindo bem do jeito que estou. Isso é… muita mudança para mim.”“Mudança? Uma camada de pó de arroz é muita mudança?”


“Dizem que uma pessoa não pode sentir falta do que nunca teve.”


“Não tenha medo das sombrasPorque amanhã será históriaFeche os olhos, não tenha medo,A escuridão não roubará sua glóriaFeche os olhos, não tenha medo,Espere o sol acordarPorque estarei aqui esperandoO momento de te abraçar.”


“Quando me dedico a uma causa não costumo desistir na primeira, na segunda, muito menos na terceira dificuldade. E agora, minha nova causa é você.”


“Se ele era estúpido demais pra não ver a verdade quando ela estava escancarada diante dele, ela que não iria se humilhar em dizê-la.”


“Seu irmão está certo. Promessas são sagradas.”


“Mas você disse que se a gente gosta do que faz, jamais precisaremos trabalhar pelo resto da vida!”


“Uma vez minha mãe me disse que um homem de honra não se ressente dos Céus nem culpa as outras pessoas, e é nisso que penso sempre que a saudade dela dói na minha alma como uma ferida aberta.”

“Não é porque ela vem de uma família simples que devemos desmerecê-la.”


“Se o que você sente por Nelita for realmente verdadeiro, não acho que você deva desistir dela por causa de algo tão mundano quanto dinheiro ou posição.”


“Ah, papà!” Ângela abraçou o pai e deu um beijo na testa dele. “Não se preocupe. Tudo vai dar certo, tenho certeza.” Ela afagou os cachos negros e levemente grisalhos dele, sentindo-se esperançosa com as próprias palavras. Seu pai meneou a cabeça de um lado para o outro.“Pedir para não me preocupar é como ordenar às ondas do mar ou aos ventos para que não sigam seu curso.” Ele protestou com um sorriso cansado enquanto retribuía o abraço dela “É claro que vou me preocupar, Angelita. Sempre.”

“Sei que você não gosta de demonstrar suas fraquezas, mas às vezes… falar ajuda.”


“Durante muito tempo eu imaginei o meu futuro sendo frio e solitário, como tem sido a minha vida, desde… desde muito tempo atrás. (...) Mas quando eu te conheci… Senti algo novo acontecer e despertar dentro de mim. Você me desafiou, a mim que não costumo ser questionado. E por um momento pensei: talvez esta seja a garota. A que vai acrescentar novas cores à triste paleta da minha existência.”


“Mas quero que saiba que tudo o que quero, tudo que espero é tentar um futuro ao seu lado. De preferência um colorido e brilhante, traçado pela união de nossos destinos.”


“Quanto mais pensava no assunto e em todas as adversidades que o acompanhavam, mais aumentava a certeza de Marco de que se apaixonar por Ângela era como cair de um precipício de olhos vendados, rumo ao desconhecido. Se ele teria um pouso bem sucedido ou não, não saberia dizer. No entanto, Marco tinha esperança de que as cordas que sustentavam aquela paixão não se arrebentariam, nem lhe deixariam cair num abismo de rejeição e incertezas.”


“Diga de novo.” Ela sussurrou, fechando os olhos.“O quê? Que você é linda? Encantadora? Ou…?”“Não.” Ela respirou fundo, apertando os olhos. “Mia ragazza.”“Mia ragazza.” Ele sussurrou ao ouvido dela.


“Sim, sou seu. Seu ragazzo. Sei que você me faz sentir importante, mas sou eu que me sinto honrado por poder te chamar dessa forma, mia ragazza.”


“Eu não me importo mais se ela é meu nebuloso ponto de interrogação. Eu só não consigo mais conviver com a ideia de que ela seja meu grande ‘e se’.”


“Não que Ângela não desejasse se casar ou ter filhos algum dia. É claro que queria. Mas não daquela maneira. Não sem amor. Não sem sentimentos. E não com um homem que lhe despertava nada a não ser repugnância.”


Ângela assentiu, sentindo alguma coisa mudar dentro de si. Não sabia explicar exatamente o que era, mas aquelas palavras sussurradas, a sensação do toque de Marco sobre sua pele junto com a percepção de que os lábios deles estavam tão próximos dos seus, lhe fez se sentir mais aquecida, de um modo como nunca se sentira antes. Não. Aquecida era pouco. Ela sentia como se seu corpo estivesse lentamente sucumbindo em chamas.
Ângela abriu os olhos de repente e tudo ao seu redor parecia mais nítido do que nunca. Com seus olhos afiados como os de uma caçadora, ela não conseguiu focar em mais nada que não fosse o rosto de Marco. Estudou cada detalhe dele: seu cabelo castanho caindo sobre os olhos azuis, o nariz grego respirando próximo à sua pele e, principalmente, os lábios carnudos numa tonalidade vermelha tão desejável que a única coisa que Ângela pôde fazer foi lançar-se na direção deles e beijá-los.


“Eu acho que… as coisas estão começando a ficar complicadas entre nós.” Marco murmurou com um suspiro frustrado.“O que quer dizer com isso?” (...)“Nós dois… Está ficando, err, difícil de refrear o que sentimos um pelo outro.” 


Então, é isso gente...
Espero que tenham gostado do post, e comentem aqui em baixo se já conhecem o livro ou se já tiveram a oportunidade de ler.

Beijoss, e até a próxima!

PODE SER QUE VOCÊ TAMBÉM GOSTE:

0 Comments