Resenha: Meu Vizinho Indiscreto, da Mari Monni e Luisa Aranha [BEDA 27]

por - abril 27, 2018

Oi oi gente!!

Recentemente eu li um livro da autora parceira do blog Mari Monni e da Luisa Aranha. E depois de terminar a leitura, eu vi que tinha que trazer a resenha dessa obra maravilhosa.


Autora: Luisa Aranha e Mari Monni
Páginas: 234
Ano: 2018
Editora: Independente
Onde encontrar: Skoob  |  Amazon
!!!Alerta!!!
Se você tem problemas com homens gostosos, mulheres independentes e várias cenas quentes, não leiam este livro. Alto risco de calcinhas pegarem fogo!
Qual foi a coisa mais inesperada que você já viu quando olhou para a janela do seu vizinho? Quando Henrique olha para o outro lado da rua e vê uma mulher completamente nua passeando pela sala, ele fica hipnotizado. Como não ficar? Afinal, ela é só curvas e cabelos coloridos.Melhor ainda quando ela retribui o seu olhar... Dia após dia, as coisas começam a esquentar e eles descobrem que o prazer pode estar onde menos esperam. Só que se apaixonarem estava fora de questão. Certo?Henrique é um arquiteto desempregado, fazendo bico como barman para poder pagar as contas. Mika é a cantora de uma banda que vem crescendo bastante.Ele, um cara responsável. Ela, uma mulher descomplicada e que adora curtir a vida.O que acontece quando os dois se cruzam e descobrem que algo pode acontecer além da janela?

Para quem ainda não percebeu, o livro é um New Adult. E não chegar a ser um daqueles livros que tem APENAS cenas hots, o livro tem mais história do que sexo. Vai por mim... dessa vez a sinopse vai te enganar um pouco.

Vizinho Indiscreto vai nos contar a história de Mika e Henrique. Ele mora no centro da cidade e tem o emprego dos sonhos — ele é arquiteto. Já ela trabalha como cantora durante em bares e clubes, o que ela na verdade sempre quis ser era ser independente, e depois de tanto tempo ela finalmente conseguiu.

Mika é uma jovem de 19 anos que por muito tempo viveu na casa da mãe junto com o padrasto e seus meios-irmãos. Na casa da mãe ela por várias vezes sofreu abuso da parte do padastro, e sua mãe quase nunca se manifestava. Quando Mika decidiu sair de casa, decidiu nunca se relacionar sério. Ela só queria ser independente e viver da música.

Henrique sempre gostou de arquitetura. Quando criança ficava horas montando barcos e aviões de madeira, porém, desde daquela época ele sabia que tinha que subir de vida. Já que sua mãe era muito humilde e não tinha muito dinheiro. Ele sempre foi um cara com pé no chão, e também não pretendia se envolver sério com ninguém. 

Quando Henrique percebe um movimento no apartamento em frente o seu, e percebe que é uma mulher de cabelos multicoloridos andando nua, fica sem saber o que fazer. Porque foi pego de surpresa e não conseguia se afastar da janela...
Se ele conseguisse entender como eu me sinto sabendo que ele me observa... Se conseguisse perceber como a sua presença me deixa confusa ou se descobrisse que, desde que o vi pela primeira vez, não paro de pensar nele.
Mika percebe que tem um homem vendo/encarando ela pela janela. Mas ao invés de se sentir constrangida, fica apenas curiosa para saber quem é. Pois de longe ela percebe que é um cara alto, musculoso e muito lindo.

Nenhum dos dois se envolve longe das janelas, e ficam numa relação a distancia. Quando Henrique reconhece Mika na rua, fica em choque. Porque além de linda ela é muito simpática. Porém, Mika não o reconhece e é apenas gentil.

Então, ele arma um plano para Mika se apaixonar por ele. Já deu para ver que isso vai render muita confusão, música e sexo no final, não é!?

Será que ela está, ao menos um pouco, curiosa com o que está se passando entre nós? E, principalmente, será que ela consegue sentir essa eletricidade que parece vibrar toda vez que nos olhamos?
O livro é narrado em primeira pessoa, pelo ponto de vista dos personagens principais. E cada inicio de capitulo tem um detalhe para você identificar quem está narrando no momento. A diagramação é simples, mas como foi pelo kindle, eu poderia mudar para ajustar. 

Acompanhando as autoras nas redes, li um trecho de uma resenha que faz jus aos livros das duas. Mari Monni e Luisa Aranha "reinventam o clichê", não fazem apenas romances, mas sim algo intenso e eletrizante. Elas criam um romance que para você se apaixonar e não largar em hipótese alguma.

Em Meu Vizinho Indiscreto a coisa que me marcou no livro sem sombra de dúvida foi a escrita das autoras. Desde a primeira página elas conseguem nos prender com uma narrativa leve, rápida e que deixou a leitura fluída do inicio ao fim.

Espero que tenham gostado da resenha, e se já leram algo das duas autoras podem me contar ai em baixo.

Beijoss, e até a próxima!!

PODE SER QUE VOCÊ TAMBÉM GOSTE:

0 comentários