Resenha: Ninfeias Negras de Michel Bussi


Autor: Michel Bussi   |  Páginas: 352  |   Ano: 2017  |   Editora: Arqueiro  |  Skoob 
Giverny é uma cidadezinha mundialmente conhecida, que atrai multidões de turistas todos os anos. Afinal, Claude Monet, um dos maiores nomes do Impressionismo, a imortalizou em seus quadros, com seus jardins, a ponte japonesa e as ninfeias no laguinho. É nesse cenário que um respeitado médico é encontrado morto, e os investigadores encarregados do crime se veem enredados numa trama em que nada é o que parece à primeira vista. Como numa tela impressionista, as pinceladas da narrativa se confundem para, enfim, darem forma a uma história envolvente de morte e mistério em que cada personagem é um enigma à parte – principalmente as protagonistas. Três mulheres intensas, ligadas pelo mistério. Uma menina prodígio de 11 anos que sonha ser uma grande pintora. A professora da única escola local, que deseja uma paixão verdadeira e vida nova, mas está presa num casamento sem amor. E, no centro de tudo, uma senhora idosa que observa o mundo do alto de sua janela.
Fonte: Site
Bem-vindo a Giverny, a casa de Claude Monet na Normandia! Descubra aqui todos os segredos do mestre Impressionista e suas pinturas: a casa onde viveu por 43 anos, a lagoa do lírio que inspirou suas pinturas mais famosas, e jardins com mais de mil flores.
Ninfeias Negras é ambientado em Giverny, comuna na França. Famosa pela paisagem e que serviu de inspiração para muitos pintores.  Lar do pintor Claude Monet.... e local de um crime brutal e muito misterioso. 

Jérôme Morval é um oftalmologista. Melhor dizendo, era um médico... Ele foi encontrado morto (no laguinho da foto). Jérôme foi apunhalado no peito, teve a cabeça esmagada por uma pedra e o rosto submergido na água do lago.

Como se não bastasse esse crime, os investigadores Laurenç Sérenac e seu assistente Sylvio Bénavides encontraram um bilhete no bolso do médico, dizendo: " O Crime de sonhar eu consinto que seja instaurado"

Durante as investigações o agente Laurenç encontrou vários suspeitos: Stéphanie Dupain, a Professora que quer sair da cidade e faria de tudo para conseguir (ou quase tudo); Jacques Dupain, seu marido extremamente ciumento; Fanette Morelle, uma criança linda, com um talento nato para a pintura, contudo é tão egoísta quanto eu ou você; A senhora idosa de 80 anos (quase) viúva e que apenas observa tudo da sua janela.

Quem desses suspeitos foi o responsável pelo crime? Será que foi apenas um ou todos? E Por que mataram ele?
No começo a leitura se mostrou cansativa, fazendo-me demorar para me acostumar com sua escrita, contudo não posso considerar isso um empecilho no desenvolvimento da história. Já que após alguns capítulos eu peguei o ritmo.
Ninfeias Negras é uma ótima trama. Bem escrita e rica em detalhes. O livro é narrado pela senhora (em primeira pessoa) e os demais fatos e acontecimentos (em terceira pessoa). Um detalhe da narração é que Senhora Idosa fala diretamente com o leitor. 
A diagramação é perfeita, com letras no tamanho ideal, folhas amareladas. Com uma capa extremamente linda e bem desenhada.

Michel Bussi está de parabéns por ter feito uma obra de arte como está. Super recomendo a leitura para quem gosta de trama ou um bom thriller.

Beijoss e até o próximo post.

3 comentários

  1. Oiee! Que fotos lindas *-* Este livro está na minha lista de leituras para esse ano, acho que vou ler em breve, no mês que vem! Que bom saber que você gostou, me empolga ainda mais pra ler. Ótima resenha <3

    Beijooo!

    literalivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Alice!
    Amei tudo o que falou do livro, parece muito interessante.
    Já entrou pra lista!
    Bjos
    http://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Alice,

    Vi várias pessoas comentando sobre esse livro quando foi lançado, principalmente por causa da capa e kit da Arqueiro, mas não fiquei interessada em ler. Não faz muito o meu estilo e com essa escrita arrastada ai que não dá mesmo.

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderExcluir